NOVO COMUNICADO - COVID-19









A Junta da Freguesia de Ramalde, como complemento ao Plano de Contingência desta autarquia, deliberou implementar medidas preventivas e de contenção do Coronavírus que se reajustam, face à evolução e medidas governamentais entretanto publicadas e publicitadas.  

Assim,
 
I - Mantem-se o encerramento ao público de todos serviços e atividades desta Junta de Freguesia, incluídos, o posto CTT, as AEC e os Mercados de Levante das Campinas, Francos e Viso até 31 de março (logo veremos a evolução do surto).
 
II - Os atos de renovação do Cartão de Cidadão e da Carta de Condução são desnecessários, a sua validade foi prorrogada superiormente até 30 de junho 2020.
 
III - Excecionalmente, continuarão a ser assegurados os seguintes serviços na secretaria, mediante marcação telefónica prévia:
  1. Emissão de atestados/certificados de residência para  cidadãos estrangeiros residentes em Ramalde, para entregar no SEF, quando tal se mostre necessário e urgente;
  2. Atendimento de situações urgentes e inadiáveis, no âmbito dos serviços de Ação Social;
  3. Realização de funerais e outros serviços urgentes (exceto visitas) do cemitério.
 
IV - O atendimento telefónico está disponível através dos números 226165690 (três linhas) e 968493479, podendo os Cidadãos utilizar os meios eletrónicos e digitais de comunicação com envio dos seus pedidos para o endereço sadm.secretaria@jf-ramalde.pt.
 
Formulários e requerimentos estão disponíveis no site da autarquia: www.jf-ramalde.pt:

Documentos/formulários: http://www.jf-ramalde.pt/p1564-documentos-formularios-pt

Informações e /esclarecimentos: https://forms.gle/atYMjTgBoERtwjJZ8

Ramaldenses, reconhecemos o impacto destas medidas, nomeadamente no nosso dia-a-dia, a todos agradecemos, antecipadamente, a cooperação e contributo para minimizar a propagação deste vírus malicioso. Evitemos alarmismos inúteis e reações sem sentido, não ajudam, todos estamos a fazer o nosso melhor, a ameaça é grave e atinge todos, sem exceções, mas, nesta quarentena, deve abrir portas à reflexão, precisamos sair da rotina neste tempo de grande solidariedade, sobretudo para quem mais precisa, vive doente, em prisão, isolamento, solidão e tristeza, da economia, logo trataremos, como sempre, também aqui responderemos presente.
 
Estamos convosco, tal como os colegas profissionais da saúde, correspondemos de forma muito abnegada, é o nosso dever, a todos protegendo e protegendo-nos.

Ramalde, 17 de março de 2020

O Presidente da junta
António Gouveia